Saudável e Natural

Alimentação Saudável

 

O nosso organismo necessita de Hidratos de Carbono, Proteínas, Lípidos, Vitaminas, Sais Minerais, Fibras e Água, em proporções equilibradas.
Com o auxílio da Roda dos Alimentos, podemos perceber a proporção que cada grupo de alimentos deve ter na nossa alimentação diária, sendo que a porção maior (28%) deverá corresponder aos tubérculos, aos cereais e aos seus derivados, onde se incluem as MASSAS.

Cada grupo contém alimentos com valor nutricional semelhante, pelo que se deve comer regularmente alimentos de todos eles e, dentro de cada um, variar o mais possível, com o objetivo de se praticar uma alimentação saudável.

As massas são uma fonte privilegiada de hidratos de carbono e, por isso, fundamentais na nossa alimentação. A percentagem de energia de que precisamos e que é obtida a partir dos hidratos de carbono é 50% do nosso valor total energético, o que nos dá uma perspetiva da importância de os ingerirmos de acordo com o nosso peso e atividade física.

A facilidade de digestão e de absorção das massas faz com que mantenhamos os níveis sanguíneos de glicose estáveis durante mais tempo. Estes níveis, aliados a uma boa prática física, ajudar-nos-ão a manter o bem-estar que o nosso corpo e mente necessitam. Por este motivo, a massa é frequentemente aconselhada aos desportistas e é a base da sua alimentação, sendo um dos alimentos que melhor fornecem níveis de energia de “longa duração” e tem um papel fundamental na preservação muscular.
A massa é ainda uma fonte de várias vitaminas: B1, B2, B6, PP e E, de ácido fólico, fosfato, cálcio, ferro, cobre, magnésio, sódio e potássio. Para além de tudo isto, não contribui para aumentar as gorduras nem os açúcares.

As massas são importantes elementos da tão apreciada dieta mediterrânea e não nos deixam de surpreender. Quer pelo sabor fantástico que fascina milhões de pessoas em todo o mundo, quer pela quantidade infindável de pratos que se podem confecionar com este magnífico alimento: desde sopas, pratos quentes, sobremesas e saladas (quentes ou frias), tudo é possível e tudo contribui para uma vida mais duradoura e feliz.

Importância das massas na alimentação

As massas Milaneza são 100% naturais, produzidas a partir de sêmola de trigo duro e de água, fatores que as tornam num produto de qualidade superior. Podem ser consumidas praticamente por pessoas de todas as idades, desde crianças a pessoas idosas, pois são fornecedoras de variados nutrientes, entre os quais:

  • Vitaminas do complexo B, que contribuem para o equilíbrio digestivo e do tecido nervoso;
  • Minerais, importantes para o bom funcionamento do organismo;
  • Hidratos de Carbono, que são os fornecedores de energia para as células do sistema nervoso e constituem a principal fonte de energia para o movimento, o trabalho e a realização de todas as funções do organismo; desta forma, as massas alimentícias são adequadas para a alimentação dos desportistas, tendo ainda um baixo teor de gordura, colesterol e sal.

 

Nutrição

 

e-book sobre Massas Alimentícias

Para assinalar o Dia Mundial das Massas, que se comemora a 25 de Outubro, a Associação Portuguesa dos Nutricionistas (APN) lança um e-book sobre Massas Alimentícias, que se propõe funcionar como um documento de apoio a todos os profissionais de Saúde – nomeadamente da área das Ciências da Nutrição – estabelecimentos de ensino, Comunicação Social e público em geral.

Para o consultar, clique aqui. (PDF) >>

Trigo duro e trigo mole

Massas Alimentícias 100% Trigo Duro

As massas alimentícias de qualidade superior, produzidas com trigos duros, são extremamente saborosas e ricas em proteínas. Com uma excelente elasticidade e consistência têm todas as condições para ficar al dente.

 

O Trigo Duro

O grão de trigo duro é oval e tem uma casca de cor âmbar.
O seu miolo é amarelado e, depois de moído, origina uma sêmola granulosa.

FARINHA 100% TRIGO MOLE

O trigo mole é preferencialmente utilizado no fabrico de farinhas
e bolachas.

 

O Trigo Mole

O grão de trigo mole tem forma arredondada e apresenta uma casca em tons de castanho.
O seu miolo é esbranquiçado e, depois de passar pela fase da moagem, dá origem à farinha.